Categorias
ADVOGADO EM SÃO PAULO

Polícia Civil identifica criminosos que aplicavam golpe do empréstimo consignado em servidores públicos

Grupo fazia os empréstimos prometendo investimentos, pagava algumas parcelas e sumia com o dinheiro. Delegada responsável pelas investigações afirma que 31 criminosos foram identificados.


Polícia Civil identifica quadrilha que aplicava golpes do empréstimo consignadohttps://176666c0f7c9776144ca08bffb0cb881.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A Polícia Civil do Rio de Janeiro identificou uma quadrilha que aplicava o golpe do empréstimo consignado e estima que pelo menos 500 pessoas foram lesadas pelos criminosos.

As empresas dos golpistas ofereciam empréstimos a servidores públicos com desconto em folha salarial e diziam que aplicavam parte do valor em um investimento, mas depois do pagamento de algumas parcelas, desapareciam com o dinheiro.

A promessa era que o empréstimo seria quitado em 74 parcelas. A empresa contratada pagava as primeiras parcelas e depois sumia, deixando a dívida para o trabalhador.

“Eu fiz um empréstimo normal, consignado, como servidor público. Nesse valor eles dariam uma devolução e um valor X, uns 10%, 9%, e pegariam o dinheiro que está em empréstimo consignado e fariam essa aplicação. E pagariam as prestações previstas para mim com relação ao meu salário que vem descontado em folha”, afirmou um funcionário público que não quis ser identificado.

Segundo ele, o dinheiro segue sendo descontado do salário.

“Normalmente eles fazem o empréstimo e as prestações são assumidas pelo contratante, que não foi o caso, eles pararam de pagar as prestações prometidas, isso em contrato. Continuo pagando do meu salário. O valor total está em torno de R$ 280 mil já corrigido, né?”, disse o servidor.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A polícia não descarta a existência de vítimas fora do estado, pois algumas das empresas usadas para o golpe eram do Estado de São Paulo.

“Estas empresas estavam aplicando um golpe. Porque, ao longo do pagamento de algumas parcelas, em regra as cinco ou seis parcelas iniciais, ela sumia. O contato com a vítima terminava e a vítima ficava com o prejuízo do pagamento restante de todo o empréstimo”, contou a delegada Raíssa Celles, responsável pelas investigações.

Segundo ela, as investigações descobriram várias empresas usadas para aplicar os golpes e 31 criminosos foram identificados e indiciados pelas práticas dos crimes de associação criminosa, estelionato qualificado e lavagem de dinheiro.

Celles pede que os trabalhadores tomem cuidado com ofertas que, em um primeiro momento, parecem tentadoras e que pesquisem sobre as empresas que fazem as propostas para evitar golpes.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/05/12/policia-civil-identifica-criminosos-que-aplicavam-golpe-do-emprestimo-consignado-em-servidores-publicos.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *